sexta-feira, 21 de abril de 2017

lua

minha mãe nunca gostou de você
minha mãe nunca gostou de você
minha mãe nunca
gostou
de você eu deveria saber
que essa convulsão esse manchado
de tintas sobre a dialética
das flores eu deveria saber os
espinhos
amputando meus passos

agora me diz como amar a vida
se mastiga a mórula na língua
os teus dedos de poucas folhas
no papel
amputando meus ah braços

é tarde

há lobos uivando à janela
minha mãe nunca gostou
de lobos ou janelas
e eu deveria saber
que o teu nome
é lua
e me
mingua


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário