terça-feira, 10 de maio de 2016

pixo

porque você meteu teu pixo
nas paredes de casa,
da minha casa
agora tua, rua, calçada
nua porque você des-
cobriu as janelas, a cortina
rendida
no banheiro dos fundos
porque você entrou sem
bater, sem
me bater com
tuas chinelas mendigas
porque você disse que não
sabia dizer
o meu nome
com laços lituanos você
desenhou um grafite
conceitual
uma ong
uma escritura
uma saída de incêndio e
acendeu incensos e
fósforos indianos
porque você meteu o teu
dente no concreto
meteu os teus pés
na porta
meteu o teu pixo
no desejo
e abriu
minha casa
pra dentro


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário