sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

ritual

e mais uma vez incorporada de mim
transtorno-me
poeta

é a chuva que não cessa de lançar-me

versos
à janela


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário