segunda-feira, 3 de agosto de 2015

você se foi e as palavras estão

assumo o fracasso desse poema
amante da teoria
                 ressentido da palavra
                                     partida

desde que você se foi todas as pa-
lavras estão
partidas

e se recusam a participar do salão
de paris e dos
domingos em
família

desde que voce se foi o meu ah
deus o meu ah
deus o meu
adeus

20 anos é um bom lugar pra morar
mas na casa dos 40
as bitucas de cigarro
não se desintegram facilmente nos
cinzeiros

paris, minas, esquinas: corredores
que levam ao lugar nenhum
de uma banheira sem água
ou janela

você se foi e todas as palavras estão
de partida
fraturadas
nem minhas mãos podem me fazer
o amor
doem
desde que você

desde que
partiu todas as palavras se foram
pra dentro ou
fora
de si, as palavras em fuga: adieu
au langage, monsieur
godard

o poema amargo roça minha boca
de café e fumaça
de trens

desde que você se foi
parti
a garganta em cesária
rouca

eu gastei os meus dedos contando
claustrofobias

na casa dos 40
todo parto é arriscado
e as bitucas de cigarro
desintegram no papel

desde que você se foi só
itinerários
do silêncio
perseguem
tua partida


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário