sexta-feira, 31 de julho de 2015

lua azul

e quem me vê no longe
caminhando assim
pensa que'stou nua
por debaixo das roupas

não sabe que entre a pele
e o algodão
um canteiro
de girassóis imaginários
me incendeia

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário