sexta-feira, 3 de abril de 2015

indiferença

cedo
ou
tarde

pessoas me espremem no metrô

não

chega

perto

do aperto

que trago

dentro


.

2 comentários: