sexta-feira, 6 de março de 2015

túmulo

náufrago dissidente
cobiçoso de ostras
deita os teus ouvidos nesse meu corpo / castelo 
de areia
e sinta as circunvoluções:
mistério marulhoso
do mar
enterrado no túmulo / oco
do meu peito



.

Nenhum comentário:

Postar um comentário