segunda-feira, 30 de março de 2015

dedicatória

colado ainda aos meus dedos
o teu poema
desespera-se
pra me fazer
gozar


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário