quinta-feira, 13 de novembro de 2014

mãos

ele colocou a cabeça entre as mãos
e os cabelos deram voltas
nos dedos

ele apertou a cabeça entre as mãos
e as unhas cravaram
nos medos

o homem com cabeça
entremente
espremeu os pensamentos
abortou as imagens fetais
amputou os mais sagrados
ideais

um homem
embrulhou a cabeça entre as mãos
e ofertou-a
                               
                                     poesia


.



Nenhum comentário:

Postar um comentário