sexta-feira, 3 de outubro de 2014

pedras

não suporto o grito das pedras
sob meus pés

elas sangram aos meus passos
algumas morrem
outras ficam em estado crítico

nada posso fazer agora que dispensei as asas
crueldade alada açoitando as nuvens e azuis
celestiais

não me movo: só em mim mesmo
me movimento
meu corpo foi feito pra machucar


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário