segunda-feira, 27 de outubro de 2014

nome

me diz então o nome dessa história
porque um pouco
de pântano
invadiu minha memória:

uns ciprestes altos e vigilantes
sérios senhores fardados
de escuros

depois uns muitos olhos
vermelhos
crocodilos à espreita de pernas

de fadas fodidas
abandonadas à lama

no meio disso tudo tua mão
assim só ela
empunhando os cinco dedos
unhas roídas
e uma estrela de davi
fincada na palma

me dá um sol
e guarda o segredo do nome
que eu não preciso mais
                                 dele


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário