terça-feira, 26 de agosto de 2014

alemão

eu gosto de alemão
eu gosto de tudo que não entendo
do alemão eu conheço bem o alem 
e a mão
fechada 
num cumprimento firme

além da mão do alemão eu gosto dos pés
invisíveis
como todos os pés verdadeiros são
os que não são
são extensões
repara nas engrenagens
e na mala
esperando-os de boca aberta
as roupas ainda dormindo
esticadas no armário
e uma corrente elétrica
pendurada no pescoço

curto-circuito

um dicionário é pouco pra fazer um haicai
com aveia, mel e sílabas tônicas

só uma língua rebelde
que não declina
pode parir 
um novo idioma


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário