terça-feira, 6 de maio de 2014

lanterna

para
de me vasculhar por dentro
apaga
essa tua maldita lanterna
tateia
meu túnel escuro de musgo
intimidade, eco & lama

me chama

            quando se perder


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário