sábado, 17 de maio de 2014

cigana

cega a cigana m'enlaça
e emenda uma a uma as longas linhas da direita
depois a esquerda: treze voltas coloridas ponto
saliva no buraco da agulha: demanda demorosa
na costura do mapa
em palma aberta mar
bordado com todas as flores e os sete cheiros
do mundo

nó cego segue a cigana cega: sete
um sobre o outro feito feitiço
equilibristas amarrados pelos pés
e as mãos atadas
suadas
coladas na oração

siamesmas e ensimesmadas
minhas mãos
           suas são


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário