quarta-feira, 2 de abril de 2014

não

mastigo

a língua
            seca
a boca

entristecida

me é impossível
sem a tua saliva
engolir o
não comprimido
no silêncio vazio
do nosso adeus

fina lâmina entre lábios capsulares


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário