segunda-feira, 21 de abril de 2014

para hilda [21/04/1930]


não importa para onde teus olhos se vão
a fumaça dos teus dedos
não importa teus dedos
a rigidez da tua pele, a seda dos cabelos
a umidade dos teus vãos já não importa
os vãos
o corpo
o porco
o pau
   oco

importa a fonte, o vale e a altura

à porta
o que perdura


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário