quinta-feira, 27 de março de 2014

queixumusa

e então eu ardo
quando tua língua queixosa
                            lambe as despalavras
                            que me escorrem do pescoço

eu ardo
pingando fogo
gotejando chama

chamo

Paraíso do engodo
                 gozo & dor


.

Um comentário:

  1. Flutuar em ti...nas tuas palavras afogueadas o caminho de dentro é um grande espaço-tempo...mensageiro de ilhas...teus pés de pássaros....minha boca móvel de poesia...teu corpo ilha...Maravilhosa a que Gera e que Usa...

    Aqui, na minha cama com Você e com P. Andz

    ResponderExcluir