segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

baleiro

o poema:

baleiro de vidro
girando
girando
girando
atirando
                balas
coloridas
pra todos
           os lados

de norte a sul
ton
tas
quebram dente
mastigando
balas de grude

recicláveis


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário