terça-feira, 28 de janeiro de 2014

a seco

sou feita de terra
poeira sedimentada no tempo

a poesia me habita
ela é quente
     e líquida


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário