terça-feira, 12 de novembro de 2013

passeio no parque

ele tinha o costume
de andar com migalhas de pão
espalhadas nas ombreiras do paletó

saia cedinho
no horário da fome
e sentava num banco no parque


não demorava pr'os passarinhos pousarem

canários, coleirinhas, sanhaços assanhados
todos empoleirados em festa
no genuíno terno risca de giz


as crianças se aglomeravam ao redor
rindo admiradas e desejosas de tocar
aqueles pássaros alegres e esfomeados

eram horas agradáveis aquelas
antes de acabar a brincadeira:
sem pão, os passarinhos corriam
e as crianças voavam pros brinquedos
de criança

mas um ou outro permanecia
e quando ninguém mais se via
o insuspeito homem dos passarinhos
abria quanto podia sua enorme boca
e abocanhava a ingênua criaturinha
tornando-a prisioneira para sempre
da sua jaula cercada de dentes


comigo foi assim


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário