domingo, 10 de novembro de 2013

festa na floresta

no meio daquelas árvores todas
gigantes  de verdejantes folhas
                    frutados furtacores
                    aromática floração
árvores colecionadoras de asas
de nuvens e mimos estelares
cegas ao chão
surdas à terra
mudas ao broto

no meio daquele vernissage
de abertura à floresta

uma árvore anônima
cadavérica e retorcida
carregada de mãos maduras
unhas sujas & gritos podres

acenava-me ao longe
co'a autenticidade
d'um fruto inédito

autógrafo
que se aprecia só


.


Nenhum comentário:

Postar um comentário