segunda-feira, 4 de novembro de 2013

caixa preta

precisa-se de paredes:


duas paredes quadriculadas
longas, finas e de tijolos à vista
uma de frente pra a outra:
um corredor aprisionando
meu caminho de dentro

e uma parede alta e negra
espessa, de ferro, cimento, cal e areia
parede boa pra bloquear a passagem
dos meus pensamentos


preciso de uma quarta parede
erguida sobre sólida estrutura ficcional
no lugar exato d'um entre mim-e-você
ideal pra suspender a visão sobre o que enceno

uma parede nua
sem porta ou janela, sem entrada ou saída
[sem chave especialmente]
uma parede pra pendurar uma placa de alumínio
onde se lê:

precisa-se de paredes



.

Nenhum comentário:

Postar um comentário