terça-feira, 8 de outubro de 2013

sono

divide-me
o deslimite do tempo
o espaço limitado do corpo

pequenas asas
espreitam a imobilidade


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário