quinta-feira, 10 de outubro de 2013

peça

devir-mãos
sagrado incesto
em tudo iguais e estranhos a si
enigma terroso de existência
                            luminosa
                            e líquida


promessa esquecida
pulsando
nos deslimites de Socal
                          deserto
                          decerto
                          psicomagia

imaginária
clepsidra
calculando o Tempo pré
                               cedente
                               sedento

disjunção
de escritura espectral
hamlet cego
            fodendo édipo
                          louco
paralelebípedes
inseminando proveta
refletidos em viseiras
dos seus fantasmas
[invisíveis]
reinando soberanos
agarrados às grades
das janelas fumê
de seus solitários
castelos

de ar


.



                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário