quinta-feira, 31 de outubro de 2013

16a. DP

a pianista encontrou um mendigo na estrada
apesar de sujo
                e matrapilho
                parecia um homem bom

a pianista que era boa
                           sensível e devota
                           deu-lhe carona e
                           conheceram-se

então levou-o para sua casa
lavou-lhe os pés
banhou-lhe os cabelos
deu-lhe o de comer
deu-lhe o de beber
colocou-o em sua cama e sob seus lençóis
fez para ele o seu melhor sexo e dois ou três poemas
                                                            improvisados

durante quinze dias a pianista tocou sonatas de Beethoven
Mozart e, claro, Vivaldi especialmente
tocando fundo o coração daquele homem

no 16o. dia, a pianista o matou com 15 facadas e um tiro
                                                             de misericórdia




afinal, o que mais ela poderia fazer?


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário