quarta-feira, 25 de setembro de 2013

santíssima muerte

dentro
me mora um méxico

por isso esse desfile de caveiras
                     adornadas de flores
                                          vivas
viva!

la Santa Muerte
desliza soberana
           seu reinado clandestino
           no mundo dos vivos



dentro
namoro um méxico

por isso essa ardência
                    picante de chili
                    queimando palavras
                                     em verdes
                                     amarelas
                                     vermelhas

cinzas
da ideia
ceifada na voz

dentro
me projeto
     protejo 
                 méxico
                 cortejo

pimenteira seca
                 amuleto
                 fechando o mar Tijuana
                                dedos vermelhos
                                pendurados no peito
                                                       porta
chave d'ouro
            entro

dentro
me velam velas
               corpo-gadanha
               empunhado sobre méxico
                                          c'oração


.          

3 comentários:

  1. Amei... simplesmente, me senti num desfile de los muertos.

    ResponderExcluir
  2. _/\_

    há sempre um desfile de mortos dentro da gente, que só a gente vê
    há sempre um desfile de mortos fora da gente, mas a gente não vê

    ResponderExcluir
  3. Nossa que queimação constante que arrebata e mata... e... renasce... e... nasce... Tem que ser assim... Parabéns deusa das palavras. Me deixou sem palavras...

    ResponderExcluir