sábado, 24 de agosto de 2013

radioatividade

um sol
nasce
     e cresce
no solo subterrâneo
     no seio
     dos ossos

e expande
queima invade veias
tronco e células nucleares

explosão
incontida na blindagem da pele

fosforescências
desprendidas pelos poros
infiltração nas rachaduras do olhar

pequenos vazamentos
liquidez no extremo de dedos
chumbo pesado na ponta da língua

contaminação celeste
irradiação de corpo negro
diagramação no campo eletromagnético

e o papel arca
              o papel dissolve-se
              na dinâmica térmica
                                da po&sia


.



Nenhum comentário:

Postar um comentário