segunda-feira, 15 de julho de 2013

sei lá que dor é essa

sei lá que dor é essa que me dói
acho que é dor de azul
de madrepérola
é dor de pele e de ossos
de cintilância fulgurosa
é dor de carne-seca & sol
de pés rachados
é dor de veludo e cinta-liga
de anêmonas e corais
é dor de túmulo e terra
de vendavais
é dor de novelo e pó
e lava dourada de estrelas
é dor de me saber dor
então é dor de alma
de funduras
é dor de avessos & avulsos
pastagens sem fim
é dor de cabeça
de cabeça amassada
é dor do que não dói
de nada
é uma dor doída
de palavra repetida
é dor de verso
de aflição
é dor daquele outro
do que me foi
é dor de quem se foi

sei lá que dor é essa que me dói
                                    nem dói
é dor de dar assim
de dar de ombros

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário