domingo, 7 de julho de 2013

poemas de meca



morrer de beleza e fé
é o que vivo todo dia
                   de manhã
                   de tarde
                   de noite

quando como em oração
volto-me em direção 
          à minha Meca
          cidade sagrada
e peregrino em pensamento
por tuas ruas & manuscritos

recolho-me por horas
no silêncio da Caaba
decifrando mistérios
& segredos impressos

não sou adoradora
não há nada de idolatria
no meu gesto

estou certa: tua Voz
é única e inimitável
e sinto-me honrada
por senti-la ecoando
no meu coração

espero o Hadj
talvez uma única vez nesta vida
mas se o destino quiser que não
ainda assim terei ido à Meca
milhares de vezes

em todas, crendo

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário