quinta-feira, 11 de julho de 2013

ela

intimidante e bela
Ela
se insinua na janela

vaporosa, passageira
sempre indo embora
sempre dando adeus

indomável harmonia
em estado de fuga
presença já ausente
mesmo na chegada

a Música:

é a escrita na água

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário