sábado, 20 de julho de 2013

amor amor e ódio

e se meus olhos
pudessem falar aos teus
perguntariam qual deles me odeia

mesmo sabendo que esse é o seu direito
pois o esquerdo me é todo amor & paixão

perguntariam - ao direito - que cisco
fere o amor a mim que a ti te odeia
porque é sempre o amor é sempre
o sim antes do não

me ama e me ama e me odeia

sei porque sou cega
e cegos sabem ver

e se meus olhos
pudessem falar aos teus
- e poderão!
não vão dizer nada

serão apenas dois olhos
amantes e silenciosos
soprando fragmentos de poeira
acumulados sobre a fina pele
da poesia

.


Nenhum comentário:

Postar um comentário