quinta-feira, 18 de julho de 2013

agradecimento

até meia-noite, ainda
deixo a porta aberta
eu sei, eu sei
não precisa repetir
mas tenho mais medo 
de chaves
& portas trancadas 

depois, você sabe
ainda deixo uma cópia 
do lado de fora
debaixo do tapete
não, não o bem-vindo
o outro, debaixo do vaso:
de comigo-ninguém-pode
& espada-de-são-jorge

acaso a madrugada e teus pés te trouxerem
encontrará café forte e caneca sobre a pia
papel e caneta preta na mesa pra tuas notas
um lado quente da cama pro teu descanso

não precisa me acordar
não precisa dizer nada
não precisa deixar bilhete 

quero apenas que se sinta em casa
mesmo que já não tenha mais sorrisos
pra mim

basta que se sinta bem 
e eu... estarei sorrindo

e isso não tem nada a ver com amor



.

Nenhum comentário:

Postar um comentário