segunda-feira, 22 de julho de 2013

38 coisas que agora eu sei, ou aprendi com o tempo



 1.  acidente acontece.
 2.  acidentes acontecem, inclusive, podem continuar acontecendo.
 3.  os raios são donos de si, caem onde e quantas vezes quiserem.
 4.  a infância é o lugar dos sonhos. aí crescemos e ela vem nos assombrar.
 5.  traumas são impossíveis de esquecer porque são impossíveis de lembrar.
 6.  é preciso aprender a lidar com a culpa. senão é ela quem lida com a gente.
 7.  um Acontecimento é algo inédito e não produz experiência repetível.
 8.  nada se compara à experiência de viver um grande Amor. nada mesmo.
 9.  mas ninguém morre de amor.
10.  em vida, só se morre de amor.
11.  a fé é ainda mais fascinante do que eu imaginava. infinitamente mais.
12. sim, é possível ficar um ano sem fazer sexo.
13. ficar um ano sem fazer sexo não é diferente do que ficar um ano fazendo sexo com seu irmão.
14. as relações se transformam. um grande amor pode se tornar uma grande relação fraternal.
15. o silêncio são dois olhos amorosos que abraçam e compreendem.
16. amores platônicos não são privilégio da adolescência. nem estão fora de moda.
17. é super possível amar uma pessoa que não existe. e ainda sentir falta dela. (muita).
18. tem dias que a gente não quer fazer nada. tem dias que a gente não quer fazer nada mesmo.
19. sim, é possível mentir pra faltar a um compromisso e ficar perfeitamente bem com isso. e é até muito saudável pensando bem.
20. as pessoas que têm opinião pra tudo são chatas e insuportáveis.
21. é muito fácil comprar uma opinião. é preciso ficar atento pra não comprar uma opinião e sair dando por aí. (ups ficou ambíguo)
22. vibradores são uma coisa de deus. principalmente os de amsterdam.
23. minha irmã é minha melhor amiga. tenho amigas (os) que são minhas melhores irmãs.
24. mães são sufocantes porque amam em excesso. as mulheres, mesmo as que optam por não ter filhos, são biologicamente destinadas à maternidade. a gente precisa boicotar nossas técnicas naturais de sufocamento.
25. não adianta querer resolver todos os problemas familiares nesta vida. alguns ficarão para a próxima.
26. as melhores histórias são as piores histórias. nos aprisionam e é difícil escapar delas. é preciso lutar. com todas as armas. até as ilícitas.
27. quando uma coisa não deu certo é aí que deu certo. só demora um pouco pra gente perceber.
28. é difícil se recuperar de uma traição porque confundimos confiança com fé. a fé é coisa pro sagrado. no homem, basta confiança. e dormir com um olho aberto.
29. mas o que dói de fato numa traição é saber que a gente não teve nada a ver com aquilo. a dor da traição é uma dor egocêntrica.
30. não ter nada a ver com algo é ter de encarar que o mundo não gira ao nosso redor. e crescer. (que merda). brincadeira: crescer é se tornar livre.
31. a tristeza não é melhor ou pior do que a alegria. ela só dói.
32. todos os momentos são intermediários.
33. depois que se aprende a ler, ler ou não ler livros não faz mais diferença.
34. quando a gente quer e luta muito por algo, quando consegue meio que perde o glamour.
35. é sempre bom ter uma pessoa ou uma agenda para nos lembrar nossas vitórias. a gente sempre esquece. principalmente nos momentos ruins.
36. é incrível o poder que a vida tem de nos surpreender positivamente. a vida é louquinha pra nos presentear com oportunidades.
37. nem tudo precisa ter um objetivo. e nem tudo precisa fazer sentido. o que importa mesmo é o movimento.
38. não, eu nunca comi nada mais gostoso do que queijo fresco com goiabada cascão.

[pra Revista Terraço, julho/2013]

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário