quarta-feira, 26 de junho de 2013

movimento não

não
perdão não
não vai ser assim
é só sedução
            é mentira

eu não sei para onde vão 
só sei o vão o vão o vão
vagão desgovernado trem 
amarelo desvios & delírios
floresta cabana atro-pelada
nua acolchoada cabine vem
vem! sim sim! eu sou o trem
fantasma me rasga então cor
ta grita no silêncio o som dor
vermelho guitarra-punhal 
me sangra porque sangra 
só quem tá vivo
                    cuidado
não entra e não senta 
porque aqui no dentro
três mil pernas de aranha
há pra apertar teu pescoço
eu-útero tarântula negra
viúva de mim ateio véu
no teu corpo branco amar-
aranhado a mim sopra mim
e chove das tuas mãos e
eu molho e como não sei
e sinto sinto sinto alcateia
chegando e não posso
conter eu-grito prazer
e te mato 
porque sou eu-trem
meu destino
sem destino

eu te mato 
        mas é com tanto
                          tanto amor

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário