segunda-feira, 13 de maio de 2013

tudo é poesia: cubismo


pra sempre colada
à retina uma réplica
infinitamente replicante
daquela obra-prima
cubista

tão geométrica e
chapada na superfície 
plana de linhas e espirais

desestrutura distante
do real

picasso se renderia
à minha tão
tão o quê?
tão inadjetivável
autoria


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário