sexta-feira, 10 de maio de 2013

pigmalião

você foi
meu melhor amigo


o único homem
em quem confiei
o único homem
que apresentei à Hilda
o único homem
a quem contei segredos
              inconfessáveis
o único homem
que

e por ter sido tão especial
merece que eu sinta a dor
que com prazer me inflinge

embora

não entendo do que me acusa
não entendo porque me odeia

talvez que você o advogado o juiz os pais
todos enfim tenham razão
: sou mesmo Culpada

e não fosse a alta dívida a pagar
à você à sociedade aos mortos
compraria um vestido vermelho
bonito decotado & caro
e posaria
de musa
do Poeta
que se declara
        nos versos de amor
        nos versos de ódio
o mesmo
incansável
apaixonado
artesão
        de mim.


.






Nenhum comentário:

Postar um comentário