terça-feira, 14 de maio de 2013

noite


sonâmbula
toquei-me a mim
como se tu me tocasses
e o prazer se tornou
frustração:
não te sou

sonâmbula
vaguei pela Noite
gravetos gravando pés
escadas altas para teu aposento
portas que te rangem
tu em tua cama
dissipa minha frustração:

sonâmbulo
tocavas a ti
como se eu te tocasse
meu nome vaporado
no hálito teu:

tu ali me eras
e eu ali em ti
sendo


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário