terça-feira, 16 de abril de 2013

prato do dia

o vento comeu-me a pele
o amor, as entranhas

nada mais há
pra ser
comida


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário