quarta-feira, 3 de abril de 2013

esta noite


esta noite fecharei as janelas
porque nem a lua caberá no espaço
entre mim & você

recolherei nossas palavras
uma na outra e as guardarei
no amanhã

e brindaremos o silêncio
e o escuro que beija a brasa
vermelha do cigarro compartido

esta noite nos bastará o marulhoso
de um único e infinito olhar
vagaroso
orgulhoso
amoroso
desejoso
admirado
pasmado
agradecido
do Outro
do Encontro
do Presente

e permanecemos assim
um no outro
abraçados
apaixonados

perdoados

dois gigantes nus
deitados na unha do Universo.


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário