segunda-feira, 15 de abril de 2013

da experiência lésbica

no amor te aconselho
                a discrição

nunca olhe diretamente
para as unhas delas
- das suas infinitas mulheres -

não acredito que o
esmalte vermelho
camufle por inteiro
o que se esconde
debaixo das garras
cui-da-do-sa-men-te
                po-da-das

terra
sangue
pele
pêlos
cascas de feridas
recém
cicatrizadas

já eu não uso esmalte
mulher minha que sou
gosto da indiscrição
com que me vejo
misturando detritos de mim
à argila com a qual d
esculpo meus
poemas


.


Nenhum comentário:

Postar um comentário