segunda-feira, 4 de março de 2013

volta

eu espero
mesmo que não venha

hoje

eu espero
porque a chuva chove
                        quando quer
                                     ou quando precisa

e quando quer & precisa

eu espero

até que me ensine
a transferir essa sede
para outras fontes

até que me ensine
a olhar para outro azul 
mais azul que esse azul

: meu único céu 
impossível


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário